Sistema bancário de reservas fracionárias – o multiplicador de dinheiro

RSS
Facebook
Facebook
Google+
Google+
http://granagrana.com/sistema-bancario-de-reservas-fracionarias-o-multiplicador-de-dinheiro/
Youtube
Youtube
Pinterest
Pinterest
LinkedIn
Flipboard magazine

 

A origem do sistema bancário

Antes de 1800, quem quisesse manter seus valores a salvo, confiava seu ouro e prata aos ourives, recebendo em troca uma nota de depósito. Essas notas por terem se tornado um meio confiável de troca, foram utilizadas como uma forma primitiva de papel-moeda.

À medida que as notas foram usadas diretamente no comércio, os ourives perceberam que a maioria das pessoas não costumava resgatar seus depósitos ao mesmo tempo e viram uma oportunidade de investir essa quantidade ociosa de ouro e prata em empréstimos a juros.

Esses investimentos eram capazes de gerar grandes lucros ao ourives, no entanto, o valor de suas notas em circulação era muito maior que o valor de reservas de ouro e prata que efetivamente tinham em seu poder. Eles passaram de simples armazenadores de valores a cobradores de juros. Foi o nascimento do sistema de reservas fracionárias.

No entanto, se os credores (detentores de notas do ouro originalmente depositado) perdessem a fé na capacidade de um ourives para pagar suas notas, muitos tentariam resgatar suas notas ao mesmo tempo. Se em resposta o ourives não pudesse levantar fundos necessários para pagar todos os credores, estaria falido. Essa situação é chamada de corrida bancária e causou a morte de muitos dos primeiros bancos.

Caso tenha interesse em entender melhor como os bancos funcionam, principalmente no Brasil, sugerimos ler os livros O Setor Bancário Brasileiro de 1990 a 2010 de Alberto Matias, que aborda as peculiaridades do setor bancário brasileiro que é um dos mais avançados do mundo e Sistema Financeiro e Bancário de Carlos Arthur Newlands.
 

O Sistema de Reservas Fracionárias

Sistema de Reservas Fracionárias é a prática bancária em que um banco empresta a maior parte dos fundos depositados e mantém uma fração restante como reserva (como caixa e outros ativos de alta liquidez) e, simultaneamente, mantem a obrigação de resgatar todos os depósitos à ordem.

O Sistema de Reservas Fracionárias, necessariamente, entra em ação quando os bancos emprestam fundos recebidos de contas de depósito, e isto é praticado por todos os bancos comerciais modernos.

FractionalReserveBanking

 

Repetidas falências bancárias e crises financeiras levaram à criação dos bancos centrais – bancos públicos do Governo ou instituições privadas que regulam os bancos comerciais – que agem como emprestador de último recurso, se um banco está com pouca liquidez.

O surgimento de bancos centrais foi a solução para mitigar os riscos associados ao sistema bancário de reservas fracionárias.
 

 
Clique abaixo para a próxima página do artigo…

RSS
Facebook
Facebook
Google+
Google+
http://granagrana.com/sistema-bancario-de-reservas-fracionarias-o-multiplicador-de-dinheiro/
Youtube
Youtube
Pinterest
Pinterest
LinkedIn
Flipboard magazine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *